Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \28\UTC 2011

Neste momento em que se discute muito o meio ambiente, energias limpas e ecologia três vídeos para a reflexão:

 

Os Animais Salvam o Planeta

 

Falando em Água

 

Carta do Futuro – 2070

Anúncios

Read Full Post »

Ontem foi o dia da mobilização chamada de  “Hora do Planeta” organizado pela ONG WWF que conclamou as pessoas do mundo inteiro a apagarem as luzes durante uma hora no sábado à noite  com o seguinte slogan: Apague as luzes para ver um mundo melhor. Aqui no Brasil a manifestação ocorreu das 20:30h às 21:30h e, segundo informações publicadas no site da WWF-Brasil, o evento contou com a participação de 20 capitais em um conjunto de 123 cidades, além de mais de 1.948 empresas e organizações. A Hora do Planeta 2011 bateu um recorde de participação desde que o evento global é realizado em solo brasileiro, há três anos. Denise Hamú, secretária-geral do WWF-Brasil declarou:

“A participação de pessoas, organizações e governos na Hora do Planeta é um gesto concreto em direção à sustentabilidade. Significa que todos estão preocupados e atentos ao aquecimento global e que queremos fazer a nossa parte pelo direito de nossos filhos e netos herdarem um planeta habitável”.

Este tipo de manifestação pública é muito interessante e serve, em última instância, para criar uma consciência coletiva em favor de um planeta habitável e para que o indivíduo tenha a real dimensão da sua responsabilidade pelos destinos deste planeta e seus habitantes como um todo. Ao participar de eventos desta natureza o cidadão vai tomando ciência que precisa tomar medidas concretas caso queira permitir que o futuro seja promissor para todos incluindo neste conjunto os seres humanos, a fauna e a flora. Cabe a cada um de nós, decidirmos o que queremos deixar como herança para nossos herdeiros. A responsabilidade é nossa e cabe, a cada um de nós, o dever de preservar e conservar este planeta azul.

Evidente que participar de um ato desta magnitude planetária seria inútil não houvesse em contraponto, uma atitude igualmente responsável nas demais horas nos demais 365 dias do ano. De nada adianta o sujeito economizar uma hora de energia no dia 26 de março se no decorrer do ano ele esbanjar energia e água de forma desnecessária. É preciso uma consciência diária para evitar o desperdício tanto de água como de energia.

Para economizar ÁGUA você pode adotar as seguintes medidas:

No Banheiro:

Feche a torneira ao escovar os dentes e ao fazer a barba

Não tome banhos demorados

Mantenha a válvula de descarga do vaso sanitário sempre regulada e não use o vaso como lixeira ou cinzeiro

Conserte os vazamentos o quanto antes

Faça xixi embaixo do chuveiro enquanto toma banho para economizar a água da descarga

Na Cozinha:

Antes de lavar pratos e panelas, remova bem os restos de comida e jogue-os no lixo

Mantenha a torneira fechada ao ensaboar as louças

Deixe de molho as louças com sujeira mais pesada

Só ligue a máquina da lavar louça quando estiver cheia

Na lavanderia:

Não fique lavando aos poucos, deixe a roupa acumular e lave tudo de uma vez

Mantenha a torneira fechada ao ensaboar e esfregar as roupas

Deixe as roupas de molho para remover a sujeira mais pesada e utilize esta água para lavar o quintal

Só ligue a máquina de lavar roupa quando estiver cheia

No Jardim, Quintal e Calçada

Evite lavar o carro durante a estiagem, se necessário use um balde e pano, nunca a mangueira

Não use a mangueira para limpar a calçada, use uma vassoura

Prefira o uso de regador ao da mangueira para regar as plantas

Fonte: http://www.pura.poli.usp.br/dicas.htm

Para economizar ENERGIA adote as seguintes práticas:

Apagar as luzes ao deixar um ambiente é o primeiro conselho para quem quer economizar energia em casa, seja por uma preocupação ambiental ou para diminuir a conta no fim do mês. Mas há outras medidas simples que fazem você gastar mesmo sem perceber, como é o caso dos aparelhos deixados no stand by.

Veja abaixo algumas dicas simples para reduzir o gasto de energia:

Computador

O computador gasta uma quantidade considerável de energia elétrica. Se o aparelho tiver potência de 250 W e ficar ligado durante seis horas por dia, gastará cerca de 45 kWh/mês.

A utilização de lâmpadas fluorescentes compactadas, no lugar das incandescentes, pode representar uma economia de até 80% de energia

O monitor tradicional é responsável pelo consumo de 60% a 80% da energia gasta pelo computador. Por isso, prefira a tela de cristal líquido, que economiza até 40% em relação ao total gasto pelo computador, apesar de mais cara.

Lâmpada fluorescente

A utilização de lâmpadas fluorescentes compactadas, no lugar das incandescentes, pode representar uma economia de até 80% de energia elétrica. Uma lâmpada fluorescente compacta de 15 watts corresponde a uma lâmpada normal de 60 watts. Em média, as fluorescentes duram dez mil horas, enquanto uma lâmpada normal de 60 watts, apenas mil horas.

Ao comprá-las, procure, nas embalagens, o selo Procel (indicativo de que a luz consome pouca energia).

As lâmpadas fluorescentes são mais caras que as comuns. Uma fluorescente de 20 watts, por exemplo, custa seis vezes mais do que sua similar incandescente. Contudo, a durabilidade das lâmpadas fluorescentes atinge entre 8 e 10 mil horas (sua vida útil é estimada em até 10 anos), enquanto as incandescentes duram em média 1.000 horas (ou 1 ano).

Vale lembrar que, apesar de economizar energia, as lâmpadas fluorescentes podem causar danos ao meio ambiente se descartadas no lixo comum, já que apresentam metais pesados como o mercúrio metálico.

Chuveiro elétrico

É o eletrodoméstico que mais gasta energia em uma casa. Se você usar um chuveiro com potência de 4.500 watts durante 30 horas por mês, gastará 135 kWh. Por isso, utilize um sistema de aquecimento solar, ao invés de do chuveiro elétrico.

A organização não-governamental (ONG) Sociedade do Sol oferece, em seu site (www.sociedadedosol.org.br), download com manual disponível para fazer o sistema de aquecimento em casa, com materiais simples e de baixo custo.

Ferro elétrico

Esse aparelho também é um dos grandes “inimigos” da economia de energia elétrica. Acumule a maior quantidade possível de roupas, para passá-las de uma só vez, porque o ferro consome mais energia no aquecimento inicial. Reserve as roupas leves (por exemplo, as feitas de nylon ou lingeries) para serem passadas logo que você desligar o ferro, pois este permanecerá quente por uns 10 minutos.

Um ferro de 1.000 watts, usado durante 15 horas/mês, consome 15 kWh.

Geladeira

Segundo a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), a geladeira é o segundo equipamento que mais consome energia em uma residência, ficando atrás apenas do chuveiro. Ela contribui com 25 a 30% do valor de sua conta de luz. Veja algumas dicas para diminuir o gasto de energia deste eletrodoméstico:

Para gastar menos energia com o uso da geladeira, descongele-a regularmente. A crosta de gelo aumenta o consumo energético.

O termostato deve estar entre 2º e 6º. No inverno, deve ficar em 2º ou 1º. De qualquer forma, ajuste-o sempre de acordo com o manual de instruções do fabricante.

Instale sua geladeira em local bem ventilado, sem encostá-la na parede ou em móveis.

Deixe-a longe de raios solares e de fontes de calor, como fogões e estufas.

Nunca utilize a parte traseira da geladeira para secar panos ou roupas.

Procurar abrir a geladeira o menos possível. Guarde os alimentos de uma só vez. Se for preparar uma refeição, retire todos os ingredientes antes de começar a prepará-los.

Nunca coloque alimentos quentes ou recipientes com líquidos destampados na geladeira, para não exigir um esforço, maior que o habitual, do motor.

Quando for comprar uma geladeira nova, escolha um modelo de tamanho compatível com as necessidades de sua família.

Verifique o consumo declarado pelo fabricante e também se a geladeira tem o selo de economia de energia Inmetro/Procel.

Não se esqueça de manter as borrachas de vedação da porta em bom estado. Para testar a vedação da porta, coloque uma folha de papel entre esta e sua borracha. Deixe metade da folha para fora da geladeira. Feche a porta e tente puxar o papel. Se este sair facilmente, a vedação está comprometida, o que compromete a eficiência do aparelho. Uma geladeira com 200 W, se for utilizada pelo período de 300 horas/mês, gastará 60 kWh de energia.

Freezer

Se você quer economizar energia, evite usar o freezer. Se possível, coloque os alimentos no congelador da geladeira. Isto representa uma economia de 50 kWh por mês. Um freezer de 400 watts, usado por 300 horas/mês, gasta 120 kWh.

Máquina de lavar roupas

Acumule o maior número de peças de roupa para colocar na máquina de lavar. Use a capacidade máxima determinada pelo fabricante da lavadora. Utilize a quantidade adequada de sabão, para não repetir a operação de enxágüe. Se lavadora de roupas tiver 1.500 W, e ficar ligada durante 15 horas, gastará, em um mês, 22,5 kWh.

Secadora

Evite usar este eletrodoméstico que gasta energia desnecessariamente, já que a luz solar é suficiente para secar as roupas durante quase todo o ano. Uma secadora de 3500 watts é uma grande vilã da economia de energia elétrica: se for usada por 15 horas durante o mês, o consumo será de 52,5 kWh.

Micro-ondas

Se utilizado por 15 horas/mês, um forno de microondas padrão gastará 19,5 kWh. Por isso, quando possível, prefira o fogão a gás.

Televisor com monitor de tubo

Apague a luz quando for ver TV. Não durma com a TV ligada; use o desligamento automático. Uma televisão com monitor de tubo, de 20”, com potência de 90 W, se ligada durante 90 horas por mês, utilizará 8,1 kWh.

Se possível, use monitores de televisão LCD – Liquid Crystal Display –, pois consomem menos energia. A potência média de um televisor com esta tecnologia, de 20”, é de 55 W. Uma televisão com esta potência, se utilizada durante 90 horas mensais, gastará cerca de 4,9 kWh.

Ar-condicionado

Muitas vezes, o ventilador pode substituir o ar condicionado. Além disso, sistemas de ventilação natural (janelas, esfriamento pelo solo, entre outros) também podem dispensar o uso deste aparelho. O ar condicionado é um dos inimigos do combate ao consumo de energia elétrica. Quanto mais BTUs (Unidade Térmica Britânica, que mede a capacidade de resfriamento do aparelho) tem um ar-condicionado, mais energia ele consome. O ar-condicionado de 2.600 W (18000 Btu/h), se ligado durante 45 horas/mês, consome 117 kWh.

Secador de cabelo

Embora o tamanho dos secadores de cabelo seja pequeno, seu consumo de energia elétrica é bastante elevado. Se for usado durante 15 horas por mês, um secador com potência de 1.000 W gastará 15 kWh.

Fonte: Página 3 Pedagogia&Comunicação, com consultoria de Nélio Bizzo, professor da Faculdade de Educação da USP (Universidade de São Paulo)

Read Full Post »

Uma Juventude Consciente e Ativa

Ontem à noite, o Greenpeace realizou um ato de solidariedade ao povo japonês em diversas cidades brasileiras entre as quais Porto Alegre, RS. Na oportunidade o grupo ambientalista fez também um protesto contra a Usina Nuclear Angra III que está em projeto de construção em Angra dos Reis, RJ. É reconfortante saber que uma juventude esteja assim engajada em causas tão nobres e preocupados com o futuro do planeta e seus habitantes. É com orgulho que vejo meu filho participando ativamente destas atividades e que tenha estas preocupações no seu dia-a-dia. Assim como ele, existem muitos jovens que possuem esta consciência de que é preciso fazer alguma coisa pela saúde deste planeta já não tão azul.

Esta juventude saudável tem se mobilizado em diversas cidades mundo a fora com o objetivo de discutir idéias e projetos para uma convivência pacífica entre o homem e seu meio-ambiente. Este grupo de pessoas realiza protestos pacíficos em prol da fauna e da flora e procura encontrar soluções para o bem comum de forma sustentável e sem agredir a natureza. Sua bandeira é a paz e o respeito mútuo homem/natureza. Ao pensarem (e agirem) desta forma, nossa juventude mostra sua total responsabilidade pelo seu próprio futuro e luta para que esta perspectiva de futuro seja de um planeta habitável, saudável e pacífico.

Parabéns ao Greenpeace pela iniciativa e a estes jovens que levantam bandeiras em prol da humanidade. Parabéns meu filho por sua atitude e seu empenho. Aproveito para também dar meu grito de protesto: Usina Nuclear Angra III NÃO!!!!!

Veja abaixo as fotos do ato de solidariedade ao povo japonês realizado dia 23.03.11: Aproveite, e assine também a petição para que a Presidente Dilma não construa Angra III.

http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Blog/nossa-solidariedade-ao-japo/blog/33934?sms_ss=facebook&at_xt=4d8ba0de3927e0b3%2C0

Read Full Post »

 

Os olhos cor de violeta mais famoso do mundo agora estão cerrados. O mundo perdeu a companhia de Elizabeth “Liz” Rosemond Taylor. Conhecida no mundo cinematográfico e na grande mídia como Elizabeth Taylor ou Liz Taylor. Para uma mulher tão eclética, talentosa e linda um nome só é pouco. Assim como são poucos os adjetivos a sua beleza e, principalmente, ao seu talento como atriz. Impossível ficar indiferente a sua presença em cena. Quem viu um único filme desta atriz com certeza jamais esquecerá. Eu tive o privilégio de assisti-la em ação nos seguintes filmes:

Assim Caminha a Humanidade

Um Lugar ao Sol

A Última Vez Que Vi Paris

Cleópatra

Quem Tem Medo de Virginia Woolf?

A Megera Domada

Disque Butterfield 8

Quo Vadis

Lassie

Ivanhoé, O Vingador do Rei

O Homem Que Veio de Longe

Estes e alguns outros que não lembro que assisti nas noites de sábado na televisão. Isso quando a TV apresentava bons filmes à noite. Outros filme revi inúmeras vezes como Cleópatra, Assim Caminha a Humanidade e A Megera Domada. Esta mulher vai deixar saudade na legião de fãs no mundo inteiro por seu trabalho como atriz e por seu empenho em campanhas humanitárias.

Obrigado, Liz Taylor!

Read Full Post »

O próprio título do filme já dá uma prévia do assunto tratado nesta obra dirigida por Mike Robe e brilhantemente interpretado por William H. Macy. Como sempre, diga-se de passagem.  Se você gosta de filme de tribunal e a tramóia de advogados de defesa, então o filme Erros Irreversíveis é um bom filme. Mas não é propriamente um filme só de tribunal, porque muitas coisas estão em jogo e uma vida corre perigo inocentemente. Não tão inocente assim é verdade, mas nada que mereça ficar anos no corredor da morte por um crime que não cometeu.

Rommy Gandolph, mais conhecido pelo apelido de Esquilo é um bandidinho de quinta categoria que vive mais chapado e bêbado pelos bares e esquinas da vida do que sendo útil para a sociedade.  Vive de pequenos furtos e aplicando um golpe ali e aqui. Mais conhecido nos plantões das delegacias da cidade que aquelas rosquinhas doces na boca de tira americano.  Assim, torna-se alvo fácil e bode expiatório para um triplo homicídio ocorrido na cidade.  Assassino confesso é julgado e condenado à morte.

Dez anos depois, ao rever o processo Arthur Ravan (William H. Macy) descobre falhas gravíssimas no julgamento e na condenação de seu novo cliente. Procura assim investigar a verdade dos fatos. Claro que ele não vai ter uma vida facilitada nesta busca. Existem verdades que não podem vir à tona assim de repente. Carreiras foram lançadas ao topo com este rumoroso caso.  Verdades foram ignoradas e todos parecem felizes com tal arranjo e a tola vítima. Melhor seria matar o acusado e enterrar de vez com os fatos guardados nos porões da consciência de cada um.

Mas Arhur deseja tirar a sujeira de baixo do tapete judicial e encontrar o verdadeiro culpado pelo triplo homicídio. Descobre que a Juíza que presidiu o processo foi presa por negligência em outros casos e por abuso de álcool durante alguns processos. A promotora que foi encarregada da condenação agora é uma respeitável cidadã da lei. Descobre ainda que a vítima estuprada durante o homicídio não era lá uma santa e tinha fama de prostituta e vigarista entre os colegas da companhia aérea que trabalhava. O chefe da segurança do aeroporto também se mostrou um caso a parte já que também tem seu rabo preso neste caso. O tira responsável pelas investigações tinha (e ainda tem) interesse sexual com a  ex-novata promotora pública e provavelmente a ajudou a subir na vida facilitando as conclusões do inquérito para dar razão à condenação do bobo da corte Esquilo. Outro personagem é o sobrinho do chefe da segurança do aeroporto. De bonzinho e vítima não tem nada. Mas engana durante algum tempo. Enfim, todos querem que a tal investigação não ande e não querem assistir novamente este lamentável engano. Ainda mais com tantas coisas em jogo. Para complicar tudo, Arthur se apaixona pela ex-juíza e fica numa enrascada dos diabos ao saber da verdade do tal julgamento e dos erros irreversíveis cometidos contra seu cliente.

Erros Irreversíveis é um filme para se assistir atento para não perder os motivos que cada um tem para esconder e as razões de seus atos dez anos atrás.  Quando finalmente o Chefe da segurança do aeroporto decide contar a verdade (ou parte dela) segredos começam a ser revelados e cada um vai contar sua versão do ocorrido. Entre mentiras e verdades todos estarão expostos e quem sabe assim seja possível corrigir erros irreversíveis do passado.



Read Full Post »

Esta história quem me contou foi uma cliente aqui da locadora. Depois que ela pegou seu DVD e já estava saindo porta a fora, voltou-se e narrou o seguinte acontecimento da qual foi testemunha ocular.

Segundo relata, ela pegou um táxi lotação para voltar para casa após um dia de trabalho e, ao entrar no lotação percebeu que em um dos bancos estava sentado um sujeito com cara de poucos amigos. Calçava um chinelo em péssimas condições, roupas bastante gasta pelo uso diário e uma barba por fazer que lhe davam um ar bastante suspeito. Não estava sujo, isso não. Mas o aspecto denotava um cara tinha grandes necessidades financeiras. Resolveu sentar no banco logo atrás já com certo temor de assalto ou coisa do tipo. Enquanto a lotação seguia seu itinerário, novos passageiros subiam e procuravam outros lugares para se acomodarem. O tal “suspeito” sempre ficava com o banco ao seu lado vazio. Ninguém queria fazer companhia ao lado de tão estranha figura num táxi lotação cuja passagem custa mais caro que uma passagem normal de ônibus. A última passageira que subiu foi uma mulher com uma enorme sacola de compras e uma bolsa de bom tamanho. A mulher entrou faceira e muito sorridente cumprimentando o motorista e dirigindo-se ao seu banco. Por certo estava feliz com as compras realizadas no shopping. Sentou na poltrona ao lado do tal sujeito tendo o corredor a separá-los.

Em poucos instantes a alegre senhora estava em conversa animada com um rapaz. Segundo a percepção da minha cliente, eles não se conheciam e pareciam mesmo estar “flertando” um com o outro. Durante bom tempo ficaram entre sorrisos encabulados e trocas de amabilidades e tudo mais. Parecia que ambos haviam encontrado suas almas gêmeas. Mas chegou o momento da mulher descer. Ela levantou-se da sua poltrona e dirigiu-se para a saída com o rosto em chamas. Não desceu sem antes dar uma olhadinha para trás e dar um adeusinho ao seu novo “amigo”. O motorista já estava acelerando o veículo quando um sujeito gritou lá de trás:

– “Perai” …. “Perai”… Ô motorista, para a lotação!… Para!

Todos olharam assustados para trás e viram o sujeito de chinelos em pé no corredor em estado exaltado e com urgência no olhar. O motorista assustado parou imediatamente o lotação com uma brecada brusca. Todos os passageiros ficaram em suspense para o próximo lance desta aventura, por vezes perigosa, que é viajar em transporte público. O homem de chinelos vendo que todos os demais passageiros o fitavam com medo e angústia no olhar tratou logo de desfazer o equívoco (provavelmente já estava acostumado a ser visto como suspeito) e falou alto em bom som:

– Calma gente! A senhora que desceu esqueceu a sacola e a bolsa no banco! O senhor precisa chamar aquela mulher de volta pra entregar tudo pra ela.

Alívio geral no lotação. O motorista desceu do veículo e gritou para a mulher que caminhava alegre e faceira pela calçada. Enquanto isso o homem de chinelos pegou a sacola de compras e a bolsa e dirigiu-se para a porta da frente da lotação para devolver os pertences a tal mulher. Ela veio caminhando de volta à lotação assustada com o ocorrido e não parava de dizer:

– Meu Deus, onde eu estava com a cabeça! Esquecer minhas compras e minha bolsa com dinheiro, documentos, cartões de crédito! Ao ver o homem que lhe estendia os braços com a sacola de compras e a bolsa ficou mais espantada ainda.

– Meu senhor, obrigado por devolver minhas coisas! Puxa, obrigado mesmo. Imagine esquecer tudo isso no banco! Muito obrigado mesmo. E retirou-se muito envergonhada.

O homem de chinelos voltou para o seu lugar e sentou-se. Os demais passageiros, e minha cliente, ficaram surpresos com a atitude daquele homem. Mais surpresos ficaram quando chegou o momento do homem desembarcar. Ele deu sinal para descer e falou ao motorista quando este abriu a porta para que saísse.

– Eu não tenho dinheiro pra pagar a passagem. Estou desempregado. Posso passar por baixo?

O motorista ficou tão surpreso com esta descoberta que pediu que o homem de chinelos repetisse o que acabara de dizer. E ele, pacientemente, repetiu que não tinha dinheiro para pagar a passagem porque estava desempregado. Então o motorista, como a querer fazer uma graça com o fato lascou:

– Mas o senhor acabou de devolver uma bolsa cheia de dinheiro e tudo mais e não tem dinheiro para pagar a passagem?

O homem não se deu por vencido e no alto de sua honestidade e integridade não deixou por menos e falou na sua simplicidade:

– O que é meu é meu. O que não é meu eu não quero. Posso ser pobre, mas não sou ladrão.

Desceu do táxi lotação e seguiu seu caminho sem olhar pra trás. Deve ter pensado lá com seus botões: Pobre não é sinônimo de ladrão ou desonesto. Ou talvez não tenha pensado com seus botões já que faltavam alguns na sua camisa. Já tão acostumado com este tratamento deveria estar mesmo sentindo era o constrangimento de ter viajado sem pagar.

Moral da história: Não devemos nos deixar enganar pelas aparências.

 

Read Full Post »

"O Mundo Precisa de Poesia"

Como fã de Maria Bethânia é com tristeza que leio a notícia que ela conseguiu autorização do Ministério da Cultura para arrecadar R$ 1.300.000,00 para criar um blog para ler poesia. Segundo explicações da cantora, o “Mundo Precisa de Poesia” e o tal projeto audiovisual teria um vídeo diário da Bethânia interpretando um poema. A direção dos vídeos seria do cineasta Andrucha Waddington.

Que o mundo precisa de poesia todo mundo concorda. Agora que o Ministério da Cultura autorize que sejam captados R$ 1.300.000,00 para criar um blog soa no mínimo estranho. Pra não dizer ridículo e absurdo! Afinal, será com a isenção de impostos que as empresas “patrocinadoras” do tal site irão contribuir para a realização deste projeto hiper, mega, super faturado. Ou seja, dinheiro do contribuinte que poderia ser aplicado em outras áreas carentes. Até mesmo dentro da própria alçada do Ministério da Cultura que poderia captar estes recursos (que não são poucos) para realizar programas culturais de maior interesse para a população carente.

Que critérios foram estes que levou Maria Bethânia a chegar a este valor absurdo para criar um blog? Eu tenho um blog ha anos (como milhões de brasileiros) e ele não custou um centavo aos cofres públicos. Claro que eu não tenho a visibilidade e não sou “celebridade” que atraia milhões de acessos ao  blog. Mas existem blogs na internet que possuem acessos de milhares de pessoas e nem por isso eles se utilizaram de dinheiro público para serem criados ou mantidos na rede.

Por favor, Maria Bethânia desista deste projeto de meter a mão no bolso do contribuinte e faça seu blog como todo mundo.  É fácil e não custa nada! Se você realmente quer ler poesia para o público interessado é só ter um webcam, uma foto inspiradora ao fundo, uma trilha sonora apropriada (que pode ser captada da própria internet) e um livro de poesia na mão e declamar à vontade. Depois é só publicar no Youtube ou mesmo no seu site “O mundo precisa de poesia”. Pronto! Simples, fácil e barato! Depois é só chamar a imprensa divulgar o site e todo mundo interessado em poesia vai acessar o seu blog. Com certeza você teria vários acessos. Inclusive eu vou acessá-lo porque adoro ouvir as poesias que você declama nos seus shows. Tanto que já publiquei algumas aqui no meu blog mesmo (sem custo para os cofres públicos).

Para homenageá-la, vou publicar alguns vídeos seus declamando poesia. Já vou avisando: O blog não tem muito acesso, mas em compensação não custou um centavo do tesouro nacional. O mundo precisa de poesia, concordamos. Então vamos ouvi-la sem demora!

trecho do poema “Águas e Mágoas do Rio São Francisco” de Carlos Drummond de Andrade e cantando “Riacho do Navio” no espetáculo “Bethânia e as Palavras” no Parque das Ruínas, Rio de Janeiro, dia 6 de novembro de 2010

“Monólogo de Orfeu” composto Vinícius de Morais e Tom Jobim especialmente para a peça. Orfeu da Conceição é uma adaptação em forma de peça musical do mito grego de Orfeu transposto à realidade das favelas cariocas.

“Eu quero ser possuída por você”, de José Vicente; e a canção – Seu jeito de amar (Gilson/Joran).

Read Full Post »

Older Posts »