Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \31\UTC 2011

 

Simbolicamente a pessoa que representa o número 7 Bilhões de seres humanos

Infelizmente este é o planeta que deixamos de herança para você, pequena Danica.

Você é a nossa esperança de ser a pessoa que vai fazer a diferença!

 

 

Anúncios

Read Full Post »

O Estadão perguntou aos seus seguidores no Facebook: Você prefere ler notícias nos jornais impressos ou na internet?

Minha resposta foi rápida: Internet, claro!

Em primeiro lugar porque assim contribuo para não criar mais lixo com dezenas de folhas inúteis no dia seguinte. Em segundo lugar já pago pela banda larga para ter acesso à internet e não teria sentido pagar também para ter um jornal impresso para ler as mesmas notícias que já disponho na grande rede.

Depois, não gosto de Esportes, Crônica Policial, Celebridades e vários outros “segmentos” nos jornais tradicionais. Passava batido nestas páginas e isso sempre me incomodava um pouco pelo desperdício de tintas e papel na impressão de tanto material jornalístico que eu simplesmente ignorava. Quando tive acesso à internet, este “mal-estar” aumentou consideravelmente e um dia resolvi que não tinha sentido uma assinatura de jornal impresso.  Até porque, quando pegava o jornal para ler eu já sabia das notícias pela internet. Na rede vou filtrando os assuntos que eu gosto e só leio o que me interessa. E o que é mais interessante: Eu posso ler a mesma notícia em diversas mídias e assim tenho uma visão bastante ampla sobre a mesma questão.  Para que eu tivesse acesso a este leque todo de uma mesma notícia (Estadão, Folha, O Globo, Zero Hora, Jornal do Brasil, etc…) eu teria que receber uns quatro ou cinco jornais. Vamos combinar que é muito papel jogado fora no dia seguinte e um desperdício de dinheiro.

A Internet me possibilita acompanhar meus colunistas preferidos (todos publicados no jornal impresso e Internet), ler vários assuntos de editorias diferentes e opiniões das mais diversas sobre o mesmo assunto. Leio só o que me interessa e tenho um mundo inteiro na tela do computador e uma vasta rede de jornais, revistas, blogs e tudo isso junto sem gastar uma folha inútil de papel. Claro que sinto falta de ler um jornal impresso vez e outra… Mas a vontade logo passa (risos). Depois, o jornalismo vai continuar existindo. Será preciso ter o profissional da área para a cobertura do noticiário, será preciso contratar sempre pessoas para fazer este serviço. A informação sempre será inevitável e imprescindível… A forma que vamos ter acesso a toda esta reportagem é que mudou e agora eu leio tudo na internet.

 

O que não ocorre com o livro. Livro eu ainda prefiro impresso. Talvez até venha a adotar um Tablet no futuro para ler aqueles livros que se lê uma vez só e basta… Mas sempre vou querer ter livros à minha volta. Gosto de folhar suas páginas, de sentir seu cheiro e tê-los comigo fisicamente. Poder sublinhar frases interessantes, ideias criativas e parágrafos maravilhosos. Fazer alguma anotação no cantinho da página. Enfim, interagir com o livro… Nada supera o prazer de ter uma boa biblioteca! Agora notícia diária? Não, não, só na internet.

 

Read Full Post »

A jornalista Sônia Zanchetta é uma amante dos livros e, acima de tudo, uma divulgadora da campanha “Livro tem que circular e não ficar acumulando pó esquecido na estante”. Ela acredita que só assim é possível aumentar o número de leitores e tornar o livro um objeto mais democrático e acessível a todos. Sua campanha sempre foi no sentido de incutir no leitor a ideia de que ele deveria, após a leitura de uma obra, disponibilizar este material gráfico (livros, revistas, jornais, etc…) para outras pessoas e assim dar a chance para que elas também tenham o mesmo privilégio de se emocionarem (ou aprenderem alguma coisa) com os textos de seus autores.

Não satisfeita em propagar esta ideia entre seus amigos, colegas de trabalho e a todos que encontra pelo seu caminho, a Sônia Zanchetta resolveu radicalizar (no bom sentido) e criou um espaço na própria casa para abrigar um novo projeto saído da sua mente borbulhante de ideias: A QUITANDA DA LEITURA.  O espaço tem por objetivo disponibilizar obras literárias aos interessados e fazer estes livros circularem entre a população de Cachoeirinha e Região. Para que o projeto se firme como uma opção cultural da cidade é preciso que leitor, ao término de sua leitura faça, ele mesmo, o empréstimo da obra aos seus amigos e familiares. Ou seja, não precisa fazer a devolução, mas se comprometer em passar a obra adiante.

Brilhante iniciativa, não? Pena que eu ainda seja muito ciumento dos meus livros e goste de relê-los uma vez ou outra. Já dei o primeiro passo de desapego (ao objeto livro) ao colocar minha pequena biblioteca para locar. Mas sinto uma dor no peito cada vez que um cliente leva um livro MEU para sua casa. Sentiu a palavra “meu” em maiúscula? Pois é… Alguns livros, infelizmente, nunca voltaram… Mas é uma excelente ideia não resta à menor dúvida. Não tem muito sentido mesmo uma boa história ficar perdida nas páginas de um livro a espera de um leitor ávido e curioso. Livro como objeto de decoração é um sacrilégio e um enorme desrespeito ao escritor.

Ficou interessado? Então anote ai o endereço da Quitanda da Leitura: Rua Guarani, 251 – Bairro Jardim Imbuí em Cachoeirinha, RS. O espaço funciona aos Sábados e Domingos sempre no período da tarde. Só um detalhe: Entre os dias 28 de outubro e 15 de Novembro a Quitanda da Leitura não abrirá suas portas uma vez que a Sônia Zanchetta estará trabalhando na Feira do Livro de Porto Alegre.

SUCESSO, SÔNIA!

Read Full Post »

Mark Steven Johnson é o diretor do belo filme Pequeno Milagre Baseado em livro de John Irving, o mesmo autor de O Mundo Segundo Garp e Um Hotel Muito Louco, ambos também adaptados para o cinema. Simon Birch (Ian Michael Smith) é o menor garoto da cidade e costumava dizer que seria um grande herói. Apesar de sua pequena estatura e das deformidades físicas, tinha uma fé inabalável de que Deus reservava-lhe um propósito nesta vida. Costumava dizer ao seu melhor amigo Joe (Joseph Mazzello), que tudo tem uma razão de ser e que ele teria uma grande missão a cumprir neste mundo. Enquanto isto não acontecia, Simon e Joe faziam das suas pela cidade, infernizando a vida dos professores e do vigário local. Nas travessuras e aventuras em que ambos participam foi crescendo uma grande amizade vivenciada em grandes momentos de alegria e algumas tristezas.

A mãe de Joe era muito carinhosa com filho e tinha um segredo que não contava pra ninguém: Quem era o pai de seu único filho. Simon que era ignorado, e por vezes hostilizado pelos seus pais, passava a maior parte do tempo em companhia de seu grande amigo e da mãe dele (que estava namorando com o professor de teatro da escola).

Ao ser atingida por uma bola de beisebol, arremessada por Simon, a  mãe de Joe vem a falecer. Apesar do acidente a amizade dos garotos não acaba e Simon toma para si a incumbência de descobrir a identidade do pai de seu melhor amigo. Nas investidas que ambos fazem pela cidade na tal investigação,  acabam se metendo em outras tantas confusões e atrapalhadas.

Mas o destino apronta mais uma das suas e finalmente Simon Birch irá conhecer a razão de sua pequena existência e provar, a todos, seu heroísmo e bravura. Em uma viagem de férias escolares todos seus colegas vão passar dois dias num acampamento e Simon,  por estar doente,  fica na cidade. Aproveitando a ausência dos demais na escola, vai investigar sozinho quem poderia estar com a bola de beisebol que matou sua amiga. Acredita que quem estiver de poder da tal bola seja o pai de Joe. Surpreso com a descoberta pede ao professor de teatro que o leve até o acampamento para juntos contar ao amigo quem é seu desconhecido pai.

O ônibus escolar em que viajam de regresso à cidade sofre um acidente e, ao desviar de um cervo na estrada,  perde o rumo e cai no rio. Apavorados com a tragédia o motorista consegue fugir e o padre que os acompanha acaba desmaiando com o choque. Sozinhos diante da morte as crianças entram em pânico. Joe tenta desesperadamente fazer com que as crianças se acalmem e aguardem por socorro. Mas Simon, diante de sua força e de sua fé pede que todos se acalmem e que todos irão ser salvos. Assim, um a um vão saindo do ônibus pelos braços de Joe com o auxílio do pequeno Simon. Quando todos pareciam salvos Simon percebe que uma criança ainda encontra-se no ônibus preso nas ferragens. Mergulha e consegue desvencilhar a criança passando-a por uma pequena janela por onde também consegue sair, com enorme dificuldade, das águas geladas.

Simon é então considerado  herói da cidade e tem confirmado enfim, a razão de sua existência e da grande missão de sua vida neste mundo. Salvar as crianças da morte nas águas geladas daquele rio e descobrir a identidade do pai de seu melhor amigo. Sua pequena estatura (aliada com sua deformidade física) além de  sua coragem e fé foram determinantes para o sucesso de sua  missão. Um filme comovente, sem ser apelativo que mostra, de forma divertida e sensível, o valor de uma verdadeira amizade. Simon sabia que tinha uma missão a cumprir e não se acovardou neste crucial momento. Fez da sua curta vida um exemplo.

Read Full Post »

Veja abaixo a relação dos 20 filmes mais locados na Moviola Vídeo no mês de Setembro de 2011:

1º - 72 Horas

2º - A Garota da Capa Vermelha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3º O Turista

 

 

 

 

 

 

 

4º A Ressaca

 

 

 

 

 

 

 

5º Gente Grande

 

 

 

 

 

 

 

6º Thor

 

 

 

 

 

 

 

 

7º Fúria Sobre Rodas

 

 

 

 

 

 

 

8º O Último Exorcismo

 

 

 

 

 

 

 

 

8º Juntos Pelo Acaso

 

 

 

 

 

 

 

10º Água Para Elefantes

 

 

 

 

 

 

 

 

11º Corrida Mortal 2

 

 

 

 

 

 

 

12º Centurião

 

 

 

 

 

 

 

 

13º O Ritual

 

 

 

 

 

 

 

14º Rio

 

 

 

 

 

 

 

15º Never Say Never

 

 

 

 

 

 

 

 

16º Cisne Negro

 

 

 

 

 

 

 

17º Jogos Mortais - O Final

 

 

 

 

 

 

 

 

18º 127 Horas

 

 

 

 

 

 

 

19º Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte I

 

 

 

 

 

 

 

 

 

20º Passe Livre

 

 

 

 

 

 

 

 

Read Full Post »