Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Caracteres Gerais’ Category

Em 1º de agosto de 2012 um grupo de jovens decidiu construir um movimento que lutasse por mais protagonismo social na cidade. Queríamos mais direitos e mais participação. Iniciamos, então, uma luta permanente em defesa dos interesses da população. E lá se vão dois anos e oito meses. Muitas histórias, conquistas, utopias, derrotas e amadurecimento. Mas isso tudo vocês pode ver nas páginas Sobre e Memórias JeA.

Aqui, na página inicial, traremos as opiniões de nossos colunistas de política, esporte e cultura. Ao longo das próximas duas semanas vocês conheceram nossos colunistas. Todos escreveram aqui quinzenalmente; escolhemos essa periodicidade para que pudessemos ofertar mais opiniões para vocês, leitores.

Para aqueles jovens – alguns apenas de espírito – parece mentira que hoje estamos tirando do papel o nosso site. É um sonho de muito tempo. Mas mesmo sendo no inusitado dia da mentira, podem ver que é a mais pura verdade. Trocadilhos a parte, sentimos muito orgulho desse espaço. Sabemos, também, da responsabilidade que temos de compartilhar nossas opiniões com vocês. E mais do que isso, queremos construir um diálogo, questionar e estimular nossos leitores a refletirem, pensarem e trocarem ideias.

Minha primeira coluna de apresentação:

Meu nome é Valdeci C. de Souza, sou brasileiro, maior (57 anos) , vacinado, casado e pai de um guri que vai fazer 25 anos e resolveu abandonar o ninho e morar em São Paulo. Pois é… Além de aposentado (oh coitado), sou produtor cultural atuando na Feira do Livro de Porto Alegre, no grupo Porta Aberta, Piquenique da Leitura e mantenho um espaço de eventos culturais na cidade chamado “Território do Pensamento” onde já ocorreram alguns eventos de música, teatro e saraus. Nas horas vagas, sou voluntário do Greenpeace grupo de Porto Alegre, realizando palestras em escolas e manifestações nas ruas da capital e região metropolitana.as quartas-feiras vou escrever sobre cultura. Minha perspectiva, claro já que cada um possui interesses diversos e conceitos diferentes do que seja cultura. Não pretendo ser o cara que vai trazer aqui a agenda cultural da cidade. Até pode ser, mas será mais uma visão particular minha sobre eventos culturais e afins. Como sou devorador de livros, amante da sétima arte e nada eclético em tratando-se de música, vou dar meus pitacos nesta área também. Isso se os leitores me aguentarem por muito tempo (risos).

Espero corresponder às expectativas e trazer, além de informações úteis, minha perspectiva sobre o tudo e o nada. Culturalmente falando, claro!.

Sorte e sucesso para o nosso site!

Sejam todos muito BEM-VINDOS e VOLTEM SEMPRE! É dia 1º de abril e ESTAMOS NO AR! 

Read Full Post »

Rosane, eu e Ligia Mais um domingo de Sol e praça cheia. O Piquenique da Leitura, mais uma vez, esteve presente “compartilhando” livros com a população de Cachoeirinha.

Sabrina levou as crianças Yasmin, Brenda e Gabriela  para conhecer o evento e aproveitaram para lever livros para casa. A felicidade das meninas estavam estampadas em seus rotinhos infantis.

Ana Laura, Ana Lucia e Isadora também circulavam pelo Piquenique entre histórias de gente grande e livros para colorir. A impressão que dava é que queriam levar a feira para casa tal o entusiasmo.

Outras pessoas chegavam de mansinho, meio tímidas e era preciso convencê-las que podiam levar livros para casa sem pagar nada. Outras comprometeram-se em doar livros esquecidos em armários e estantes para que a festa literária prossiga na praça.

São Pedro foi eleito o patrono do Piquenique por sua santa ajuda em manter todas as edições com sol e temperaturas agradáveis. Salve, São Pedro.

Domingo que vem tem mais… Apareça por lá, vivente!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Que as fotos falem por si

Este slideshow necessita de JavaScript.

É preciso ir às ruas para defender ideias e conscientizar as pessoas que é possível um mundo sustentável.

Read Full Post »

Pronto. Minha quota de novela este ano já está cumprida. Assisti o primeiro capítulo de Fina Estampa, escrita por Aguinaldo Silva para não dizerem que sou preconceituoso, metido a besta e coisa e tal. Quem já assistiu Janete Clair tem diploma de “Mestre em Folhetim”. Para quem nunca assistiu a grande dama da dramaturgia novelística brasileira (não vale contar a reapresentação de O Astro já que ela foi “atualizada” para adaptar-se aos novos tempos e as novas linguagens). Segue abaixo o resumo da nova novela das oito (que começa na realidade depois das nove):

Mulher batalhadora, semi-analfabeta, com jeito de homem , rejeitada pelo filho arrogante que a despreza, vai comer o pão que o diabo amassou para sustentar a família por uns cem capítulos e depois vai dar a volta por cima e se tornar uma mulher culta, lindíssima e vai conquistar o coração do marido da mulher mais rica do pedaço já cansado de fazer papel de “banana” e irão desfilar de mãos dadas pela ala dos ricos da novela.

A atual perua vai aprontar todas as humilhações possíveis por um bom tempo e fazer a alegria da multidão que adora ver gente humilhada em novela. Depois de sofrer durante todo o dia com chefes linhas duras o povo gosta de se sentir na pele do opressor… Toda esta maldade tem um propósito e a tal esnobe vai se transformar em empregada doméstica da sua própria casa e finalmente saber da existência do tão ignorado sabão em pedra. Terá que esfregar muito chão e lustrar muita prata da casa. Com uniforme completo, claro porque humilhação pouca é bobagem e todo folhetim tem que ser mesmo exagerado. Herança das novelas mexicanas.

O tal filho que tem vergonha da genitora e que mente pra todo mundo que é podre de rico, vai aprontar poucas e boas na arte de humilhar a mãe em público e a menosprezá-la em todas as ocasiões também terá seu momento de reflexão e aprendizado. Finalmente vai levar um show de moral (provavelmente apanhar na rua por espectadores indignados) e vai correr para os braços acolhedores da mãe humilhada que o perdoará entre rios de lágrimas.

Em resumo é isso. Claro que terá a tal carta misteriosa que esclarece um grande enigma e que terá importância no destino de muitos personagens. A herança que vai tornar pobre em rico… O filho da empregada que na realidade é o filho desaparecido do cara rico da novela e irmão do sujeito que mais o humilhou nos últimos oito meses. Já estava esquecendo de citar a quota do personagem gay-caricato-e-bobo-da-corte que toda novela precisa ter. Sim, tem que ser gay caricato para a alegria da plateia já que homossexual com sentimentos e relacionamentos sérios ainda está vetado pela Globo. Mas isso é outra história… E, com certeza, o espectador terá que resolver a última pergunta da trama (que será revelado somente no último capítulo): Quem matou?

Esgotou-se minha quota de novela este ano. Esgotou-se também minha quota de escrever e comentar sobre novelas. Por favor, vamos mudar de assunto?

Read Full Post »

Assisti segunda-feira última ao programa Roda Viva (TVE Canal 7) com o publicitário Washington Olivetto. Entrevista interessante de um cara que sabe como poucos tudo sobre os segredos da publicidade e a forma certa de atingir seu público alvo. Claro que o programa não se limitou a falar só sobre propaganda e os bastidores desta profissão que tem atraído cada vez mais jovens às universidades. Entre muitas revelações Olivetto falou sobre o sequestro que sofreu e as razões de não fazer marketing político.

Ao final do programa a jornalista Marília Gabriela quis saber do entrevistado sua opinião sobre a proibição de anúncios de cigarros e a complacência com que o CONAR – Conselho de Autorregulamentação Publicitária aceita, por outro lado, anúncios de bebidas alcoólicas. Em outras palavras, Marília queria que Olivetto desse seu parecer sobre estas questões e sobre os órgãos reguladores. Ele fez uma explanação bastante interessante salientando que esta atitude “paternalista” dos órgãos reguladores de tomarem para si a responsabilidade de permitir, ou não, o que o consumidor (e o cidadão em última análise) pode ou não pode comprar e consumir é arriscado. Cabe ao consumidor a prerrogativa de escolha. Para finalizar seu raciocínio, terminou com a seguinte frase:

“Entre o politicamente correto e o politicamente incorreto fico com o politicamente saudável”

Questionado sobre esta resposta Olivetto observou que a atitude politicamente correta é, por vezes, cansativa e chata. Quando não hipócrita. Por outro lado, o politicamente incorreto é mais atrativo (e alegre) em termos publicitários. Claro que cada caso é um caso e não se pode generalizar.

Concordo com o Washington Olivetto. Entre o politicamente correto e o politicamente incorreto também fico como politicamente saudável. Aliás, nada melhor que pensar e agir com bom senso. Esta turma do “Politicamente Correto” que invade todos os cantos deste país está fazendo com que todo mundo agora precise policiar-se ao falar para não ferir sensibilidades alheias ou minorias que se sentem atacadas injustamente. Estamos vivendo na época dos eufemismos em que é preciso, literalmente, caminhar sobre ovos. Uma palavra mal colocada, uma piada mal contada ou uma interpretação errada do que se ouve ou o que se diz pode ser a causa de um processo judicial por danos morais ou sermos acusados de preconceituosos. Este policiamento do pensamento está nos tornando a todos hipócritas. O pensamento agora deve ser massificado e a nossa forma de agir e pensar deve ser homogênea. Por vezes me sinto como se fosse o personagem Winston Smith do livro 1984 de George Orwell em que o Grande Irmão me vigia com seu olho que tudo vê. Vai chegar o tempo em que teremos também de usar um dicionário de novilíngua  para expressarmos nossas idéias e não ferir suscetibilidades.

Em nome do politicamente correto tentaram censurar o livro “Caçadas de Pedrinho” de Monteiro Lobato, por considerar a obra racista. Em defesa dos analfabetos funcionais criaram o tal “Preconceito Linguístico” para que alunos que não saibam falar e escrever corretamente não fossem excluídos socialmente. Até uma lei foi criada proibindo palavrões em campos de futebol para não ferir minorias, a mãe do juiz e os moralistas de plantão. Agora me diz: Quem em sã consciência leva a sério os palavrões que se diz nos estádios de futebol na hora da emoção de um gol ou na anulação de um pênalti?  Claro que não estou aqui a incentivar a violência ou coisa do tipo nos estádios! Mas quem já freqüentou ou freqüenta estádios de futebol sabe que até os amigos se tratam por “corno”, “viado”, “negão”, “alemão batata” e nem por isso são afrontas a quem quer que seja. Mas é preciso silenciar a arquibancada para não ferir ouvidos sensíveis… Este pessoal xiita da moral e dos bons costumes daqui a pouco vai proibir piada de português, loira, baixinho, gordinho, etc… etc… Que graça tem uma piada politicamente correta?  O escritor Pedro Juan Gutiérrez declarou “O politicamente correto está acabando com o mundo”

Claro que não estou a defender Rafinha Bastos e sua apologia ao estupro, ou o deputado Bolsonaro com sua homofobia ferrenha. Muito menos a piada de extremo mau gosto do Danilo Gentili sobre judeus. Claro que excessos devem ser evitados e apologia à homofobia deve ser duramente combatida. Também é evidente que o preconceito de qualquer natureza deve ser repudiado e não se deve igualmente calar-se contra esta prática nefasta da convivência social. Como disse Olivetto seria melhor vivêssemos a era do politicamente saudável e eu acrescentaria que seria bom não precisássemos viver vigiados pela turma do politicamente correto que radicaliza sua vigilância e quer monopolizar o livre pensar e agir da população. Bom senso, minha gente. É disso que precisamos.

Viva o politicamente saudável!

Read Full Post »

Ontem foi o dia da mobilização chamada de  “Hora do Planeta” organizado pela ONG WWF que conclamou as pessoas do mundo inteiro a apagarem as luzes durante uma hora no sábado à noite  com o seguinte slogan: Apague as luzes para ver um mundo melhor. Aqui no Brasil a manifestação ocorreu das 20:30h às 21:30h e, segundo informações publicadas no site da WWF-Brasil, o evento contou com a participação de 20 capitais em um conjunto de 123 cidades, além de mais de 1.948 empresas e organizações. A Hora do Planeta 2011 bateu um recorde de participação desde que o evento global é realizado em solo brasileiro, há três anos. Denise Hamú, secretária-geral do WWF-Brasil declarou:

“A participação de pessoas, organizações e governos na Hora do Planeta é um gesto concreto em direção à sustentabilidade. Significa que todos estão preocupados e atentos ao aquecimento global e que queremos fazer a nossa parte pelo direito de nossos filhos e netos herdarem um planeta habitável”.

Este tipo de manifestação pública é muito interessante e serve, em última instância, para criar uma consciência coletiva em favor de um planeta habitável e para que o indivíduo tenha a real dimensão da sua responsabilidade pelos destinos deste planeta e seus habitantes como um todo. Ao participar de eventos desta natureza o cidadão vai tomando ciência que precisa tomar medidas concretas caso queira permitir que o futuro seja promissor para todos incluindo neste conjunto os seres humanos, a fauna e a flora. Cabe a cada um de nós, decidirmos o que queremos deixar como herança para nossos herdeiros. A responsabilidade é nossa e cabe, a cada um de nós, o dever de preservar e conservar este planeta azul.

Evidente que participar de um ato desta magnitude planetária seria inútil não houvesse em contraponto, uma atitude igualmente responsável nas demais horas nos demais 365 dias do ano. De nada adianta o sujeito economizar uma hora de energia no dia 26 de março se no decorrer do ano ele esbanjar energia e água de forma desnecessária. É preciso uma consciência diária para evitar o desperdício tanto de água como de energia.

Para economizar ÁGUA você pode adotar as seguintes medidas:

No Banheiro:

Feche a torneira ao escovar os dentes e ao fazer a barba

Não tome banhos demorados

Mantenha a válvula de descarga do vaso sanitário sempre regulada e não use o vaso como lixeira ou cinzeiro

Conserte os vazamentos o quanto antes

Faça xixi embaixo do chuveiro enquanto toma banho para economizar a água da descarga

Na Cozinha:

Antes de lavar pratos e panelas, remova bem os restos de comida e jogue-os no lixo

Mantenha a torneira fechada ao ensaboar as louças

Deixe de molho as louças com sujeira mais pesada

Só ligue a máquina da lavar louça quando estiver cheia

Na lavanderia:

Não fique lavando aos poucos, deixe a roupa acumular e lave tudo de uma vez

Mantenha a torneira fechada ao ensaboar e esfregar as roupas

Deixe as roupas de molho para remover a sujeira mais pesada e utilize esta água para lavar o quintal

Só ligue a máquina de lavar roupa quando estiver cheia

No Jardim, Quintal e Calçada

Evite lavar o carro durante a estiagem, se necessário use um balde e pano, nunca a mangueira

Não use a mangueira para limpar a calçada, use uma vassoura

Prefira o uso de regador ao da mangueira para regar as plantas

Fonte: http://www.pura.poli.usp.br/dicas.htm

Para economizar ENERGIA adote as seguintes práticas:

Apagar as luzes ao deixar um ambiente é o primeiro conselho para quem quer economizar energia em casa, seja por uma preocupação ambiental ou para diminuir a conta no fim do mês. Mas há outras medidas simples que fazem você gastar mesmo sem perceber, como é o caso dos aparelhos deixados no stand by.

Veja abaixo algumas dicas simples para reduzir o gasto de energia:

Computador

O computador gasta uma quantidade considerável de energia elétrica. Se o aparelho tiver potência de 250 W e ficar ligado durante seis horas por dia, gastará cerca de 45 kWh/mês.

A utilização de lâmpadas fluorescentes compactadas, no lugar das incandescentes, pode representar uma economia de até 80% de energia

O monitor tradicional é responsável pelo consumo de 60% a 80% da energia gasta pelo computador. Por isso, prefira a tela de cristal líquido, que economiza até 40% em relação ao total gasto pelo computador, apesar de mais cara.

Lâmpada fluorescente

A utilização de lâmpadas fluorescentes compactadas, no lugar das incandescentes, pode representar uma economia de até 80% de energia elétrica. Uma lâmpada fluorescente compacta de 15 watts corresponde a uma lâmpada normal de 60 watts. Em média, as fluorescentes duram dez mil horas, enquanto uma lâmpada normal de 60 watts, apenas mil horas.

Ao comprá-las, procure, nas embalagens, o selo Procel (indicativo de que a luz consome pouca energia).

As lâmpadas fluorescentes são mais caras que as comuns. Uma fluorescente de 20 watts, por exemplo, custa seis vezes mais do que sua similar incandescente. Contudo, a durabilidade das lâmpadas fluorescentes atinge entre 8 e 10 mil horas (sua vida útil é estimada em até 10 anos), enquanto as incandescentes duram em média 1.000 horas (ou 1 ano).

Vale lembrar que, apesar de economizar energia, as lâmpadas fluorescentes podem causar danos ao meio ambiente se descartadas no lixo comum, já que apresentam metais pesados como o mercúrio metálico.

Chuveiro elétrico

É o eletrodoméstico que mais gasta energia em uma casa. Se você usar um chuveiro com potência de 4.500 watts durante 30 horas por mês, gastará 135 kWh. Por isso, utilize um sistema de aquecimento solar, ao invés de do chuveiro elétrico.

A organização não-governamental (ONG) Sociedade do Sol oferece, em seu site (www.sociedadedosol.org.br), download com manual disponível para fazer o sistema de aquecimento em casa, com materiais simples e de baixo custo.

Ferro elétrico

Esse aparelho também é um dos grandes “inimigos” da economia de energia elétrica. Acumule a maior quantidade possível de roupas, para passá-las de uma só vez, porque o ferro consome mais energia no aquecimento inicial. Reserve as roupas leves (por exemplo, as feitas de nylon ou lingeries) para serem passadas logo que você desligar o ferro, pois este permanecerá quente por uns 10 minutos.

Um ferro de 1.000 watts, usado durante 15 horas/mês, consome 15 kWh.

Geladeira

Segundo a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), a geladeira é o segundo equipamento que mais consome energia em uma residência, ficando atrás apenas do chuveiro. Ela contribui com 25 a 30% do valor de sua conta de luz. Veja algumas dicas para diminuir o gasto de energia deste eletrodoméstico:

Para gastar menos energia com o uso da geladeira, descongele-a regularmente. A crosta de gelo aumenta o consumo energético.

O termostato deve estar entre 2º e 6º. No inverno, deve ficar em 2º ou 1º. De qualquer forma, ajuste-o sempre de acordo com o manual de instruções do fabricante.

Instale sua geladeira em local bem ventilado, sem encostá-la na parede ou em móveis.

Deixe-a longe de raios solares e de fontes de calor, como fogões e estufas.

Nunca utilize a parte traseira da geladeira para secar panos ou roupas.

Procurar abrir a geladeira o menos possível. Guarde os alimentos de uma só vez. Se for preparar uma refeição, retire todos os ingredientes antes de começar a prepará-los.

Nunca coloque alimentos quentes ou recipientes com líquidos destampados na geladeira, para não exigir um esforço, maior que o habitual, do motor.

Quando for comprar uma geladeira nova, escolha um modelo de tamanho compatível com as necessidades de sua família.

Verifique o consumo declarado pelo fabricante e também se a geladeira tem o selo de economia de energia Inmetro/Procel.

Não se esqueça de manter as borrachas de vedação da porta em bom estado. Para testar a vedação da porta, coloque uma folha de papel entre esta e sua borracha. Deixe metade da folha para fora da geladeira. Feche a porta e tente puxar o papel. Se este sair facilmente, a vedação está comprometida, o que compromete a eficiência do aparelho. Uma geladeira com 200 W, se for utilizada pelo período de 300 horas/mês, gastará 60 kWh de energia.

Freezer

Se você quer economizar energia, evite usar o freezer. Se possível, coloque os alimentos no congelador da geladeira. Isto representa uma economia de 50 kWh por mês. Um freezer de 400 watts, usado por 300 horas/mês, gasta 120 kWh.

Máquina de lavar roupas

Acumule o maior número de peças de roupa para colocar na máquina de lavar. Use a capacidade máxima determinada pelo fabricante da lavadora. Utilize a quantidade adequada de sabão, para não repetir a operação de enxágüe. Se lavadora de roupas tiver 1.500 W, e ficar ligada durante 15 horas, gastará, em um mês, 22,5 kWh.

Secadora

Evite usar este eletrodoméstico que gasta energia desnecessariamente, já que a luz solar é suficiente para secar as roupas durante quase todo o ano. Uma secadora de 3500 watts é uma grande vilã da economia de energia elétrica: se for usada por 15 horas durante o mês, o consumo será de 52,5 kWh.

Micro-ondas

Se utilizado por 15 horas/mês, um forno de microondas padrão gastará 19,5 kWh. Por isso, quando possível, prefira o fogão a gás.

Televisor com monitor de tubo

Apague a luz quando for ver TV. Não durma com a TV ligada; use o desligamento automático. Uma televisão com monitor de tubo, de 20”, com potência de 90 W, se ligada durante 90 horas por mês, utilizará 8,1 kWh.

Se possível, use monitores de televisão LCD – Liquid Crystal Display –, pois consomem menos energia. A potência média de um televisor com esta tecnologia, de 20”, é de 55 W. Uma televisão com esta potência, se utilizada durante 90 horas mensais, gastará cerca de 4,9 kWh.

Ar-condicionado

Muitas vezes, o ventilador pode substituir o ar condicionado. Além disso, sistemas de ventilação natural (janelas, esfriamento pelo solo, entre outros) também podem dispensar o uso deste aparelho. O ar condicionado é um dos inimigos do combate ao consumo de energia elétrica. Quanto mais BTUs (Unidade Térmica Britânica, que mede a capacidade de resfriamento do aparelho) tem um ar-condicionado, mais energia ele consome. O ar-condicionado de 2.600 W (18000 Btu/h), se ligado durante 45 horas/mês, consome 117 kWh.

Secador de cabelo

Embora o tamanho dos secadores de cabelo seja pequeno, seu consumo de energia elétrica é bastante elevado. Se for usado durante 15 horas por mês, um secador com potência de 1.000 W gastará 15 kWh.

Fonte: Página 3 Pedagogia&Comunicação, com consultoria de Nélio Bizzo, professor da Faculdade de Educação da USP (Universidade de São Paulo)

Read Full Post »

Veja abaixo a relação dos 20 Filmes Mais Locados na Moviola Vídeo no mês de Fevereiro de 2011:

1º Tropa de Elite II


2º O Último Mestre do Ar

3º Eclipse

4º Os Mercenários

5º Juntos Pelo Acaso

6º Nosso Lar

7º Aprendiz de Feiticeiro

8º Aprendiz de Feiticeiro

9º Salt

10º Resident Evil IV

11º Caso 39

12º Shrek Para Sempre

13º Repomen

14º Encontro Explosivo

15º Lembranças

16º A Verdade Nua e Crua

17º Caçador de Recompensas

18º Karate Kid

19º Querido John

20º O Preço da Traição

Read Full Post »

Older Posts »